Obitel Brasil – Bahia

Rede Obitel Brasil de pesquisadores brasileiros do OBITEL – Observatório Ibero-Americano da Ficção Televisiva.

Coordenação geral: Maria Immacolata Vassalo de Lopes (CETVN/ECA/USP)
Coordenação do Obitel Brasil Bahia: Maria Carmen Jacob de Souza

Apoio: Globo Universidade.

Biênio 2014/2105 “A ficção televisiva brasileira transmídia no ambiente da cultura participativa”

Projeto de pesquisa Obitel Brasil 2012/2013 – Grupo A-tevê UFBA: “Entre novelas e novelos: um estudo das fanfictions de telenovelas brasileiras (2010-2013)”

Resumo: O projeto de pesquisa Obitel-Brasil do núcleo Poscom.ufba pretende caracterizar os universos ficcionais criados nas fanfictions de fãs de telenovelas brasileiras exibidas na rede aberta de televisão de 2010 a 2013 com o intuito de examinar os programas poéticos e estéticos das estratégias narrativas que constituíram esses universos e de compreender as lógicas que orquestram as experiências culturais e afetivas que estão em jogo nesse espaço social particular de fãs que envolve criadores e consumidores de fanfics de telenovelas. Esperamos tecer uma aproximação etnográfica com os escritores de fanfics de telenovelas selecionados (na etapa anterior) e com os mais diligentes organizadores de blogs e sítios web sobre o tema. Estimamos uma apropriação das estratégias metodológicas que exploram esta perspectiva na ambiência online e offline. A abordagem bourdiesiana informa a perspectiva relacional que examinará as interfaces entre a dimensão textual das fanfics e as disposições estilísticas dos criadores das fanfics, examinada segundo as trajetórias sociais desses criadores. Nesta frente de análise se buscará salientar quais os sistemas de reconhecimento e consagração desses produtores/escritores para mostrar em que medida a questão da autoralidade se configura nestas experiências. A análise da transdução do universo ficcional das telenovelas nos fanfics surgirá da confluência da perspectiva teórico-metodológica em exercício nas investigações em curso no Grupo a-tevê. Por fim, esperamos mostrar como os fãs de telenovelas na era transmidiática transduziram o universo ficcional das telenovelas nas fanfics que criaram.

Coordenação: Maria Carmem Jacob de Souza
Equipe: Renata Cerqueira, Rodrigo Lessa, João Eduardo Araújo, Amanda Aouad, Marcelo Lima, Maira Bianchini, Rodrigo Bulhões.

Resultados da Pesquisa foram publicados no artigo “Entre Novelas e Novelos. Um estudo das fanfictions de telenovelas brasileiras (2010-2013)”, presente na coletânea Por uma teoria de fãs da ­ficção televisiva brasileira,  organizada por Immacolata Vassalo de Lopes et. al. (Editora Sulina, 2015).

Biênio 2012/2103 “Estratégias de Transmidiação na Ficção Televisiva”

Projeto de pesquisa Obitel Brasil 2012/2013 – Grupo A-tevê UFBA: “Tendências e modelos de Projetos Transmidia no campo dos produtores da ficção seriada televisiva no Brasil: os desafios da expansão do universo ficcional”

Resumo
Pretende-se traçar um estudo exploratório sobre os modelos de Projetos Transmídia das principais redes de televisão brasileiras que criam e elaboram ficção seriada no Brasil – Rede Globo, Rede Record, Rede Bandeirantes e Sistema Brasileiro de Televisão. Destacar-se-á as premissas dos Projetos que tratam das ações estratégicas voltadas para a expansão do universo ficcional da ficção seriada no mercado brasileiro.

Coordenação: Maria Carmem Jacob de Souza
Equipe: Renata Cerqueira, Rodrigo Lessa, João Eduardo Araújo, Gustavo Erick, Kyldes Vicente, Amanda Aouad, Elva Vale.

Resultados da Pesquisa foram publicados no artigo “Empresas produtoras, projetos transmídia e extensões ficcionais: notas para um panorama brasileiro”, presente na coletânea Estratégias de Transmidiação na Ficção televisiva Brasileira, organizada por Immacolata Vassalo de Lopes (Editora Sulina, 2013).

Aqui podem ser consultados os quadros que serviram de apoio para nossa investigação, citados neste artigo. A saber:

Experiência Estadunidense – Broadcasting e Cable

Quadro I
Mapeamento transmídia da extensão ficcional da ficção seriada de maior audiência no broadcasting estadunidense, faixa etária de 18 a 49 anos, temporada 2011-2012.

Quadro II
Mapeamento transmídia da extensão ficcional da ficção seriada de maior audiência nos canais estadunidense, faixa etária de 18 a 49 anos, temporada 2011-2012.

Experiência Brasileira – Redes de Televisão (Globo, Bandeirantes, SBT, Record)

Quadro III
Ficção seriada inédita produzida pelas Redes de Televisão com estréia em 2010

Quadro IV
Ficção seriada inédita produzida pelas Redes de Televisão com estréia em 2011

Quadro V
Ficção seriada inédita produzida pelas Redes de Televisão com estréia em 2012

Quadro VI
Mapeamento transmídia da extensão ficcional da ficção seriada produzida pelas Redes de Televisão, Globo, Record, SBT, Bandeirantes. Estréia de 2009 a 2012 (por ordem alfabética).

Experiência Brasileira – Produtoras independentes sócias da ABPITV (Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão)

Quadro VII
Produtoras independentes ABPITV, região Norte

Quadro VIII
Produtoras independentes ABPITV, região Nordeste

quadros IX
Produtoras independentes ABPITV, região Sudeste

Quadro X
Produtoras independentes ABPITV, região Sul

Quadro XI
Produtoras independentes ABPITV, região Centro-Oeste

Anúncios